LEGH
  • Publicado em 18/04/2018 às 20:18

    Clique na imagem para conferir as leituras em andamento do Laboratório de Estudos de Gênero e História. Todas e todos estão convidadas/os para se juntarem a nós nas quartas-feiras, às 14h.


  • Conversa online sobre mães, mídias e covid-19

    Publicado em 04/07/2020 às 11:26

    Na próxima quarta, 8 de julho de 2020, às 19h, a professora Dra. Soraia Carolina de Mello participa da conversa online “Mães, mídias e covid-19”.

    O evento tem como objetivo discutir os impactos da pandemia Covid-19 nas vidas das mães, em diálogo com as mídias, reunindo perspectivas brasileiras e internacionais, dentro e fora da academia. A conversa contará coma presença de debatedoras que trabalham com a maternidade e temas correlatos dentro e fora da academia.

    Convidadas:
    Andrea O ‘Reilly (York University)
    Andrea Romani (CEPIA)
    Maria Collier (SIGMO – EGC/UFSC)
    Milena Freire (POSCOM UFSM)
    Soraia Carolina de Mello (LEGH UFSC).

    As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do link: https://forms.gle/thmgW2vvH17G8zwM9

    O evento é organizado por SIGMO/UFSC, LEGH/UFSC, CEPIA, POSCOM/UFSM e DEMETER PRESS.


  • Tese de integrante do LEGH é indicada ao Prêmio Capes de Tese 2020

    Publicado em 17/06/2020 às 15:20

    A tese intitulada Corpos e campos plurais: os feminismos das Marchas das Vadias no Brasil, de Morgani Guzzo, com orientação da professora Dra. Cristina Scheibe Wolff, foi escolhida pelo Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (PPGICH/UFSC) para concorrer ao Prêmio CAPES de Tese 2020. A seleção interna das melhores teses defendidas em 2019 ocorreu em maio de 2020 e foi formada pelos professores Javier Vernal, Silvio Correa e presidida pela professora Miriam Grossi.

    Segundo Morgani, a tese procurou evidenciar que são os afetos que nos movem politicamente. “Isso talvez seja um bom insight para resistirmos, mesmo diante da pandemia, da necropolítica instaurada e da escalada fascista em nosso país”, avalia.

    Para ela, ter sido selecionada foi uma grande conquista e orgulho, especialmente por uma tese da área de Estudos de Gênero, escrita com base nas epistemologias feministas, ter tido destaque no programa e poder ser lida e conhecida para além dele e da própria UFSC.

    “Que possamos tirar algum aprendizado da autogestão, da horizontalidade e da luta plural das Marchas das Vadias brasileiras para não deixarmos de nos afetar, mover e articular, construindo juntas/es/os espaços e (re)existências mais potentes nesses tempos sombrios em que vivemos”, declara.

     


  • Professora Joana Maria Pedro participa de live com Angela Davis

    Publicado em 04/06/2020 às 9:50

    Nesta quinta, 04/06, às 15hs, a professora do LEGH, Dra. Joana Maria Pedro, irá participar da Live “Conversas Impertinentes”, promovida pela TV Lepete/UEA, que terá a presença de Angela Davis falando sobre Feminicídio, Genocídio e Pandemia.

    Angela Davis é filósofa, escritora, professora e ativista política pelos direitos da população negra e das mulheres; uma das maiores personalidades do mundo contemporâneo e, sem dúvida, uma referência fundamental nos estudos sobre gênero, classe, feminismo e racismo e suas relações com a sociedade capitalista e o sistema patriarcal. Angela Davis é militante nos Movimentos Negros e Feministas desde a década de 1960 até os dias atuais.

    A live será no canal da TV Lepete no youtube: www.youtube.com/tvlepete

    Pessoas interessadas em ganhar certificação pela participação na Conversas Impertinentes com Angela Davis podem preencher os campos do formulário: https://forms.gle/3Qi9s5MFdePCt3r76

    Não vamos perder!


  • Nova aba no site: Vídeos

    Publicado em 03/06/2020 às 19:23

    A partir de agora vai ficar mais fácil acessar as aulas, conferências e entrevistas dadas pelas professoras do Laboratório de Estudos de Gênero e História – LEGH.

    Na nova aba Vídeos você vai encontrar as conferências, entrevistas e aulas ministradas pelas professoras Joana Maria Pedro, Cristina Scheibe Wolff, Janine Gomes da Silva e Soraia Carolina de Mello em eventos, cursos e em veículos da imprensa.

    Um novo arquivo audiovisual com a atuação engajada das nossas professoras na área dos estudos de gênero e história. Fique à vontade para conhecer!


  • LEGH participa da Marcha Virtual pela Ciência, no dia 7 de maio

    Publicado em 06/05/2020 às 17:02

    No dia 7 de maio, quinta-feira, a Sociedade Brasileira pelo Progresso da Ciência, suas Secretarias Regionais e Sociedades Científicas Afiliadas, somam forças a entidades de todo o País ligadas à CT&I para a realização da Marcha Virtual pela Ciência no Brasil.

    Com atividades transmitidas pelas redes sociais ao longo do dia, o objetivo da manifestação é chamar a atenção para a importância da ciência no enfrentamento da pandemia de covid-19 e de suas implicações sociais, econômicas e para a saúde das pessoas.

    O LEGH vai participar dessa atividade, realizando a sua primeira live no canal do Youtube Gênero e História. A live começa às 13h30, tem como tema “Gênero, autoritarismo e pandemia” e terá participação das professoras Joana Maria Pedro, Cristina Scheibe Wolff, Janine Gomes da Silva e Soraia Carolina de Mello e mediação de Morgani Guzzo.

    Para acessar, é só entrar no canal Gênero e História, às 13h30, no dia 7. Aguardamos vocês!

    #paCTopelavida e #FiqueEmCasacomaCiência.


  • LEGH é citado no novo dossiê da revista Acervo

    Publicado em 04/05/2020 às 13:32

    A nova edição da revista Acervo, do Arquivo Nacional, apresenta o dossiê “As várias faces dos feminismos: memória, história e acervos”, v. 33 n. 2 (2020), no qual apresenta a importância de se refletir sobre a preservação dos documentos e da memória dos feminismos, que estão “presentes em tempos e espaços diversos, empunhando variadas bandeiras de luta, enfrentando violentas críticas e embates, perpassados por tensões teóricas e políticas fragmentadoras”.

    Na entrevista com a professora Ana Rita Fonteles Duarte, do Departamento de História da Universidade Federal do Ceará, a historiadora menciona o trabalho realizado pelo Laboratório de Estudos de Gênero e História (LEGH/UFSC) e a importância do acervo do LEGH para as pesquisas sobre a história dos feminismos no Brasil. Confira o trecho:

    “A história dos feminismos no Brasil ainda é muito contada por essa vertente, quando sabemos que várias outras entidades se organizaram, se articularam e atuaram a partir de realidades outras. O trabalho do Laboratório de Estudos em Gênero e História da UFSC vem ajudando a romper essa construção, mas ainda há muito a ser feito. Para meu caso específico, como pesquisadora no Ceará, os documentos possibilitaram romper com uma hegemonia de memória que circunscrevia a atuação das mulheres a basicamente um grupo no estado. Pude ter acesso, a partir dos informes, a outras entidades, militantes e vertentes ideológicas. Há documentos que apresentam grupos na maior parte do país e buscam mapear todas as entidades atuantes em cada estado da federação, seus membros e a articulação política com partidos ou organizações de esquerda, em sua maioria”.

    O dossiê tem como editoras Magali Gouveia Engel, doutora em História pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e professora visitante da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Natália de Santanna Guerellus, doutora em História Social da Cultura pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e professora ATER na Université Lyon 3, França, e Rachel Soihet, doutora em História Social pela Universidade de São Paulo (USP) e professora titular da UFF.

    Para acessar, acesse: http://revista.arquivonacional.gov.br/index.php/revistaacervo/issue/view/81


  • Professora do LEGH participa de podcast sobre a História dos Feminismos

    Publicado em 30/04/2020 às 10:52

    Arte da capa do episódio: Icles Rodrigues e Luanna Jales.

    Em abril, a professora Joana Maria Pedro, uma das integrantes do LEGH, participou do Podcast História FM do canal Leitura Obrigahistória, de Icles Rodrigues. No episódio, a professora fala sobre a História do Feminismo e de suas várias vertentes. Discutiu-se a origem do termo, os debates em torno do significado do conceito de feminismo, as quatro ondas, vertentes e polêmicas em torno desse movimento.

    Como recomendação de leitura para as/os ouvintes, a professora indicou:
    Joana Maria Pedro e Carla B. Pinsky (org) – Nova historia das mulheres no Brasil
    Cinzia Arruza, Heci R. Candiani, Nancy Fraser – Feminismo para os 99%
    Mary Beard – Mulheres e poder: um manifesto

    O podscast está disponível em várias plataformas, conforme os links abaixo. Confira!

    OUÇA NO SPOTIFY
    OUÇA NO APPLE PODCASTS/ITUNES
    OUÇA NO CASTBOX
    OUÇA NO POCKETCASTS
    OUÇA NO DEEZER


  • Leituras e encontros semanais durante a quarentena

    Publicado em 16/04/2020 às 16:44

    Por determinação dos órgãos de saúde, vários governos estão tomando medidas preventivas para conter o contágio massivo da covid-19. Desde 16 de março, o governado de Santa Catarina acatou as medidas e a UFSC e o LEGH estão com as atividades presenciais suspensas ao menos até 31 de maio.

    Porém, as atividades do LEGH não pararam! A partir da próxima quarta, 22 de abril, iremos nos encontrar virtualmente para discutir textos sobre gênero, história e o momento em que vivemos. A lista de leituras previstas pode ser acessada aqui. Os encontros serão pelo aplicativo do Zoom, todas as quartas, às 14h30.

    Quer participar? Envie um e-mail para legh.cfh@gmail.com e peça o link para a reunião.

    Vai ser ótimo encontrar novamente com todas/es/os. Cuidem-se bem e fiquem em casa. Até quarta!


  • Alteração no calendário: Projeto Políticas da Emoção e do Gênero

    Publicado em 04/04/2020 às 11:59

    Devido à pandemia mundial da covid-19, que tem imposto o isolamento social para evitar aumento da contaminação, os encontros para discussões das leituras do Projeto Políticas da Emoção e do Gênero no Cone Sul têm sido realizadas virtualmente. A cada quinze dias, as pesquisadoras envolvidas no projeto se reúnem e discutem o texto selecionado, conforme disponível no cronograma.

    O período de isolamento também motivou uma pequena alteração no calendário de encontros. Assim, a próxima reunião, que estava agendada para dia 23 de abril, foi adiantada para o dia 16 de abril. O texto a ser discutido é o capítulo 6 do livro La política cultural de las emociones, de Sara Ahmed (2017), intituladoEn nombre del amor”.

    Interessadas/os em fazer parte das discussões, podem solicitar participação enviando um e-mail para legh.cfh@gmail.com.

    O link para o encontro do dia 16 também será divulgado em nossas redes sociais:
    Instagram: @legh.cfh
    Facebook: /legh.cfh


  • Lançamento do nosso canal no Youtube

    Publicado em 31/03/2020 às 19:47

    Hoje, 31 de março de 2020, lembramos 56 anos do golpe de Estado que fez o Brasil mergulhar em 21 anos de ditadura civil-militar. Para não deixarmos essa data cair no esquecimento, escolhemos este dia para lançarmos nosso canal no Youtube.

    O primeiro vídeo do canal trata-se do capítulo “Mulheres militantes de esquerda”, que mostra a história e a experiência de mulheres na militância de esquerda no período de ditadura civil-militar no Brasil.

    O vídeo é parte do projeto “Mulheres de luta: feminismo e esquerdas no Brasil (1964-1985)”, coordenado pela professora Drª Cristina Scheibe Wolff e financiado pela CAPES.  O Projeto, além de auxiliar na construção de TCCs, dissertações e teses, resultou em um E-book organizado por Cristina Scheibe Wolff, Jair Zandoná e Soraia Carolina de Mello. O livro conta com a contribuição dos vários integrantes do Projeto. Além disso, o Projeto resultou em um Webdocumentário, disponível através do link: http://mulheresdeluta.ufsc.br/.

    Visite, curta e se inscreva no nosso canal para receber as novidades!

    #DitaduraNuncaMais